Acumuladores digitais: Identificamos quatro tipos – Quais são vocês?


Desde a retenção de e-mails antigos até o acúmulo de arquivos digitais, o acúmulo digital está emergindo como um problema potencial para as pessoas.

Quantos e-mails estão na sua caixa de entrada? Se a resposta for milhares, ou se você muitas vezes se esforça para encontrar um arquivo em seu computador entre seu disco rígido desordenado, então você pode ser classificado como um acumulador digital.

No mundo físico, o transtorno de acumulação tem sido reconhecido como uma condição psiquiátrica distinta entre as pessoas que acumulam quantidades excessivas de objetos a ponto de impedi-los de viver uma vida normal. Agora, a pesquisa começou a reconhecer que acumular pode ser um problema no mundo digital, também.

Um estudo de caso publicado no British Medical Journal em 2015 descreveu um homem de 47 anos que, além de acumular objetos físicos, tirava cerca de 1.000 fotografias digitais todos os dias. Ele então passava muitas horas editando, categorizando e copiando as imagens em vários discos rígidos externos. Ele era autista, e pode ter sido um colecionador em vez de um acumulador - mas suas tendências digitais de TOC lhe causaram muita angústia e ansiedade.


Os autores deste artigo de pesquisa definiram a acumulação digital como "o acúmulo de arquivos digitais a ponto de perda de perspectiva que eventualmente resulta em estresse e desorganização". Ao examinar centenas de pessoas, meus colegas e eu descobrimos que o acúmulo digital é comum no local de trabalho. Em um estudo de acompanhamento, no qual entrevistamos funcionários de duas grandes organizações que apresentaram muitos comportamentos de acumulação digital, identificamos quatro tipos de acumulador digital.

Os "coletores" são organizados, sistemáticos e controlam seus dados. "Acumuladores acidentais" são desorganizados, não sabem o que têm, e não têm controle sobre isso. O "acumulador por instrução" mantém os dados em nome de sua empresa (mesmo quando eles poderiam excluir grande parte dele). Finalmente, os "acumuladores ansiosos" têm fortes laços emocionais com seus dados — e estão preocupados em excluí-los.

Vida profissional

Embora o acúmulo digital não interfira no espaço de vida pessoal, pode claramente ter um impacto negativo na vida cotidiana. Pesquisas também sugerem que o acúmulo digital representa um problema sériopara as empresas eoutras organizações, e ainda tem um impacto negativo sobre o meio ambiente.

Para avaliar a extensão do acúmulo digital, inicialmente pesquisamos mais de 400 pessoas, muitas das quais admitiram o comportamento de acumulação. Algumas pessoas relataram que mantiveram milhares de e-mails em caixas de entrada e pastas arquivadas e nunca excluíram suas mensagens. Isso era especialmente verdadeiro para e-mails de trabalho, que eram vistos como potencialmente úteis como evidência de trabalho realizado, um lembrete de tarefas pendentes, ou eram simplesmente mantidos "apenas no caso".

Curiosamente, quando solicitados a considerar as consequências potencialmente prejudiciais de não excluir informações digitais – como a ameaça à segurança cibernética a informações confidenciais de negócios – as pessoas estavam claramente cientes dos riscos. No entanto, os entrevistados ainda mostraram uma grande relutância em apertar o botão de exclusão.

À primeira vista, o acúmulo digital pode não parecer um grande problema — especialmente se os acumuladores digitais trabalham para grandes organizações. O armazenamento é barato e efetivamente ilimitado graças aos sistemas de armazenamento "cloud" da internet. Mas o acúmulo digital ainda pode levar a consequências negativas.

Primeiro, armazenar milhares de arquivos ou e-mails é ineficiente. Desperdiçar grandes quantidades de tempo procurando o arquivo certo pode reduzir a produtividade. Em segundo lugar, quanto mais dados são mantidos, maior o risco de que um ataque cibernético possa levar à perda ou roubo de informações cobertas pela legislação de proteção de dados. Na UE, novas regras do GDPR significam que as empresas que perdem dados de clientes para hackear podem ser atingidas por multas pesadas.


A consequência final do acúmulo digital — em casa ou no trabalho — é ambiental. Dados acumulados devem ser armazenados em algum lugar. A relutância em ter uma liberação digital pode contribuir para o desenvolvimento de servidores cada vez maiores que usam quantidades consideráveis de energia para esfriá-los e mantê-los.

Como lidar com o acúmulo digital

Pesquisas mostraram que acumuladores físicos podem desenvolver estratégiaspara reduzir seus comportamentos de acumulação. Embora as pessoas possam ser ajudadas a parar de se acumular, elas são mais resistentes quando se trata de realmente se livrar de suas posses queridas - talvez porque elas as "antropomorfiam",tratando objetos inanimados como se tivessem pensamentos e sentimentos.

Ainda não sabemos o suficiente sobre acumulação digital para ver se dificuldades semelhantes se aplicam, ou se as estratégias de enfrentamento existentes também funcionarão no mundo digital. Mas descobrimos que perguntar às pessoas quantos arquivos eles acham que têm muitas vezes surpreende e os alarmam, forçando-as a refletir sobre seu acúmulo digital e armazenar comportamentos.

Como o acúmulo é frequentemente associado à ansiedade e à insegurança,abordar a fonte dessasemoções negativas pode aliviar comportamentos acumulados. Os locais de trabalho podem fazer mais aqui, reduzindo o tráfego de e-mails não essenciais, deixando muito claro quais informações devem ser retidas ou descartadas, e fornecendo treinamento sobre responsabilidades de dados no local de trabalho.

Ao fazer isso, as empresas podem reduzir a ansiedade e a insegurança relacionadas à eliminação de informações obsoletas ou desnecessárias, ajudando os trabalhadores a evitar a compulsão de salvar e armazenar obsessivamente a maior parte de seus dados digitais.

Financiamento: Nick Neave recebe financiamento do CREST (Centre for Research and Evidence on Security Threats) — um Centro independente encomendado pelo Uk Economic and Social Research Council (ESRC).



16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo