Antidepressivo comum não deve mais ser usado para tratar pessoas com demência




Mirtazapine, um antidepressivo comumente prescrito para tratar a agitação associada à demência, não é mais eficaz do que um placebo e pode aumentar os riscos de mortalidade, relatam os pesquisadores.

Fonte: Universidade de Plymouth

Uma droga usada para tratar agitação em pessoas com demência não é mais eficaz do que um placebo, e pode até aumentar a mortalidade, de acordo com um novo estudo.