Deficiência visual está associada à mortalidade



Segundo os dados, o risco de mortalidade foi 29% maior para os participantes com deficiência visual leve, em comparação com a visão normal. O risco aumenta para 89% entre aqueles com comprometimento visual grave


A metanálise revela que aqueles que têm deficiência visual ou são cegos têm maior risco de mortalidade em comparação com pares com melhor visão. O estudo constatou que o risco de mortalidade foi 29% maior naqueles com deficiência visual leve e subiu para 89% maior para aqueles com deficiência visual grave.

A população global está envelhecendo, assim como seus olhos. De fato, espera-se que o número de pessoas com deficiência visual e cegueira mais que dobre nos próximos 30 anos.

Uma meta-análise no The Lancet Global Health, composta por48.000 pessoas de 17 estudos, constatou que aqueles com deficiência visual mais grave apresentaram maior risco de mortalidade por todas as causas em comparação com aqueles que tinham visão normal ou comprometimento da visão leve.

Segundo os dados, o risco de mortalidade foi 29% maior para os participantes com deficiência visual leve, em comparação com a visão normal. O risco aumenta para 89% entre aqueles com comprometimento visual grave.

É importante ressaltar que quatro dos cinco casos de comprometimento da visão podem ser evitados ou corrigidos. Globalmente, as principais causas de perda de visão e cegueira são evitáveis: catarata e a necessidade não atendida de óculos.

O autor principal do estudo, Joshua Ehrlich, M.D., M.P.H., procurou entender melhor a associação entre deficiência visual e mortalidade por todas as causas.

O trabalho complementa algumas das pesquisas recentes de Ehrlich, também na The Lancet Global Health Commission on Global Eye Health, que destacaram o impacto da deficiência de visão tardia na saúde e no bem-estar, incluindo sua influência sobre demência, depressão e perda de independência.

"É importante que essas questões sejam abordadas desde cedo porque perder a visão afeta mais do que apenas como você vê o mundo; isso afeta sua experiência do mundo e sua vida", diz Ehrlich. "Essa análise oferece uma importante oportunidade para promover não apenas a saúde e o bem-estar, mas também a longevidade, corrigindo, reabilitando e prevenindo a perda de visão evitável em todo o mundo."


Financiamento: Esta pesquisa foi financiada pela Wellcome Trust, Commonwealth Scholarship Commission, National Institutes of Health, Research to Prevent Blindness, Queen Elizabeth Diamond Jubilee Trust, Moorfields Eye Charity, National Institute for Health Research, Moorfields Biomedical Research Centre, Sightsavers, The Fred Hollows Foundation, The Seva Foundation, British Council for the Prevention of Blindness, e Blind Christian Mission.


“Association between vision impairment and mortality: a systematic review and meta-analysis” by Ehrlich et al. Lancet Global Health

9 visualizações0 comentário