Jejum reduz a pressão arterial remodelando a microbiota intestinal



Os pesquisadores também mostraram que transplantar microbiota intestinal disbiótica de um animal hipertenso em um normotenso (com uma pressão arterial saudável) resulta no receptor desenvolvendo pressão alta


O jejum intermitente pode ajudar a reduzir a hipertensão remodelando o microbioma do intestino.

Quase metade dos adultos nos Estados Unidos tem hipertensão, uma condição que aumenta o risco de doenças cardíacas e derrame, que são as principais causas de morte nos EUA.