top of page

O assunto: A lesões das V@cs na era da C19





Essas pessoas tiveram suas histórias apagadas das mídias sociais (estão contribuindo para a "hesitação v@cinal", então não podem discutir o que aconteceu com elas).

Seus amigos, por razões políticas, muitas vezes não sabem o que fazer com eles. (Discutimos uma jovem que relata que seus amigos de esquerda não sabem como interagir com ela, porque ela e seus ferimentos minam suas convicções religiosas nas fotos sagradas.)

Eles não têm cuidados de saúde, porque poucas pessoas parecem interessadas em pesquisar o que está acontecendo com eles e quais possíveis tratamentos podem existir.

Eles perderam carreiras (você não pode ter alguns desses efeitos colaterais e ainda ser um cirurgião ortopédico, por exemplo), perderam suas economias de vida e perderam a voz.

Mas essas são pessoas reais com histórias reais que merecem ser tratadas com humanidade, e não da maneira como o complexo médico da Pfizer / CDC deseja tratá-las. Eu sei que esta é uma época movimentada do ano, mas enquanto você está fazendo seus arranjos de última hora, ouça e lembre-se daquelas pessoas que ficaram sem voz.

Essas pessoas – e não o universalmente elogiado Black Lives Matter ou o movimento transgênero, cujos simpatizantes estão em toda a mídia – são as pessoas verdadeiramente marginalizadas em nossa sociedade.




92 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page