Ser perseguido, perder os dentes ou cair? O que a ciência diz sobre sonhos recorrentes




Dois terços das pessoas relatam experimentar sonhos recorrentes, especialmente em momentos de estresse. Pesquisadores avaliam como o fenômeno ocorre e fatores que contribuem para sonhos recorrentes.

Fonte: The Conversation

Ter o mesmo sonho de novo e de novo é um fenômeno bem conhecido — quase dois terços da população relata ter sonhos recorrentes. Ser perseguido, encontrar-se nu em um lugar público ou no meio de um desastre natural, perder os dentes ou esquecer de ir para a aula por um semestre inteiro são cenários típicos recorrentes nesses sonhos.

Mas de onde vem o fenômeno? A ciência dos sonhos mostra que sonhos recorrentes podem refletir conflitos não resolvidos na vida do sonhador.

Sonhos recorrentes geralmente ocorrem em momentos de estresse, ou porlongos períodos de tempo, às vezes vários anos ou até mesmo uma vida. Esses sonhos não só têm os mesmos temas, como também podem repetir a mesma narrativa noite após noite.

Embora o conteúdo exato dos sonhos recorrentes seja exclusivo para cada indivíduo, há temas comuns entre os indivíduos e até mesmo entre culturas e em diferentes períodos. Por exemplo, ser perseguido, cair, estar despreparado para um exame, chegar atrasado ou tentar fazer algo repetidamente estão entre os cenários mais prevalentes.

A maioria dos sonhos recorrentes tem conteúdo negativo envolvendo emoções como medo, tristeza, raiva e culpa. Mais da metade dos sonhos recorrentes envolvem uma situação onde o sonhador está em perigo. Mas alguns temas recorrentes também podem ser positivos, até eufóricos, como sonhos onde descobrimos novos quartos em nossa casa, sonhos eróticos ou onde voamos.

Em alguns casos, sonhos recorrentes que começam na infância podem persistir até a idade adulta. Esses sonhos podem desaparecer por alguns anos, reaparecer na presença de uma nova fonte de estresse e desaparecer novamente quando a situação acabar.

Conflitos não resolvidos

Por que nosso cérebro faz os mesmos sonhos várias vezes? Estudos sugerem que os sonhos, em geral, nos ajudam a regular nossas emoções e a nos adaptar a eventos estressantes. Incorporar material emocional em sonhos pode permitir que o sonhador processe um evento doloroso ou difícil.

No caso de sonhos recorrentes, o conteúdo repetitivo pode representar uma tentativa fracassada de integrar essas experiências difíceis. Muitas teorias concordam que sonhos recorrentes estão relacionados a dificuldades ou conflitos não resolvidos na vida do sonhador.