Telefones Celulares e Câncer no Cérebro - aumentam o índice em jovens.



No Estudo apresentado junto ao Conselho norte-americano de Tumores Cerebrais pelos autores Milan Malake e Courtney Corle da Universidade San Diego, Califórnia no periódico Journal of Neurooncology, alertou a comunidade científica anticâncer internacional. Trata-se de um estudo seriíssimo tratando deste mau hábito que está virando mais do que uso útil, moda, abuso, dependência. Infelizmente isto é ainda mais freqüente em jovens que parece que extravasam toda a ansiedade em segurar, teclar e manter este campo magnético de alta freqüência em contato com seus órgãos vitais e cérebro. Nos últimos três anos a incidência de ambos tumores cerebrais benignos e malignos aumentou de acordo com Central Brain Tumor Registry ( CBTRUS) de 13.4/100 mil, para 18.2/100mil. Os telefones celulares vêm sendo apontados como grandes vilões