top of page

Reality Blur: Como nossos olhos nos enganam em julgar mal o tamanho




Em uma fascinante reviravolta na percepção, um estudo recente revela que nossos olhos podem enganar nossos cérebros para julgar mal o tamanho dos objetos ao nosso redor. Ao desfocar inteligentemente partes de imagens, os pesquisadores demonstraram como os participantes perceberam erroneamente cenas ferroviárias em escala real como menores do que suas contrapartes modelo.

Essa descoberta surpreendente não apenas lança luz sobre a flexibilidade e falhas ocasionais de nosso sistema visual, mas também sugere implicações profundas para situações cotidianas, desde a condução até a justiça criminal.

Ponto-chave? O tamanho importa, mas nossos olhos nem sempre acertam.

Principais Fatos:

1. O estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade de York e da Universidade de Aston, demonstrou que o sistema visual humano pode ser enganado para fazer suposições imprecisas sobre o tamanho dos objetos no mundo circundante.

2. Ao borrar as partes superior e inferior de fotografias de cenas ferroviárias em grande escala, os pesquisadores conseguiram fazer com que os participantes percebessem essas cenas como menores do que modelos de ferrovias em pequena escala que não estavam borrados.

3. Os resultados deste estudo não apenas revelam a flexibilidade do sistema visual humano, mas também sua suscetibilidade a erros, indicando que nossa percepção do tamanho do objeto pode ser influenciada e, às vezes, enganada por fatores como "desfocar o borrão".

Fonte: Universidade de York

Um novo estudo mostrou que o sistema visual humano pode "enganar" o cérebro para fazer suposições imprecisas sobre o tamanho dos objetos no mundo ao seu redor.

Os resultados da pesquisa podem ter implicações para muitos aspectos da vida cotidiana, como dirigir, como os relatos de testemunhas oculares são tratados no sistema de justiça criminal e questões de segurança, como avistamentos de drones.

A equipe de pesquisa da Universidade de York e da Universidade de Aston apresentou aos participantes fotografias de cenas ferroviárias em grande escala, que tinham as partes superior e inferior da imagem borradas, bem como fotografias de modelos em pequena escala de ferrovias que não estavam borradas.

Os participantes foram solicitados a comparar cada imagem e decidir qual era a cena ferroviária "real" em escala real. Os resultados foram que os participantes perceberam que os trens reais borrados eram menores do que os modelos.

O Dr. Daniel Baker, do Departamento de Psicologia da Universidade de York, disse: "Para que possamos determinar o tamanho real dos objetos que vemos ao nosso redor, nosso sistema visual precisa estimar a distância até o objeto.

"Para chegar a uma compreensão do tamanho absoluto, ele pode levar em conta as partes da imagem que estão borradas – um pouco como as áreas fora de foco que uma câmera produz – o que envolve um pouco de matemática complicada para dar ao cérebro o conhecimento da escala espacial.

"Este novo estudo, no entanto, mostra que podemos ser enganados em nossas estimativas de tamanho de objetos. Os fotógrafos tiram proveito disso usando uma técnica chamada 'miniaturização tilt-shift', que pode fazer com que objetos em tamanho real pareçam ser modelos em escala."

As descobertas demonstram que o sistema visual humano é altamente flexível – às vezes capaz de percepção precisa do tamanho explorando o que é conhecido como "desfocagem", mas em outras vezes sujeito a outras influências e falhando em entender o tamanho do objeto do mundo real.

O professor Tim Meese, da Universidade de Aston, disse: "Nossos resultados indicam que a visão humana pode explorar o desfoco para inferir a escala perceptiva, mas que faz isso grosseiramente.

"No geral, nossas descobertas fornecem novos insights sobre os mecanismos computacionais usados pelo cérebro humano em julgamentos perceptivos sobre a relação entre nós mesmos e o mundo externo."


Author: Samantha Martin Source: University of York Contact: Samantha Martin – University of York Image: The image is credited to Neuroscience News

Original Research: Open access. Blurring the boundary between models and reality: Visual perception of scale assessed by performance” by Daniel Baker et al. PLOS ONE



440 visualizações0 comentário

टिप्पणियां


bottom of page