Apenas um toque ou um soco: A necessidade de refletir sobre vac CVD-19



Certo vs Errado, Bem vs Mal parecem ser enlameados, ambíguos - ou são? Como cristãos, somos obrigados a fazer nosso dever de casa, buscar a Verdade sempre, e encorajar uns aos outros, especialmente nossos jovens, a fazer o mesmo.


Uma pitada de incenso. Um pequeno frasco de líquido claro e aparentemente inocente. Só uma pitada de incenso.

Só "um pequeno cutucador".

Nossos antecessores receberam um ultimato ao longo dos primeiros séculos do cristianismo: ou fazem o que lhe é dito – queimam incenso para adorar o Imperador Romano – ou sofrem as consequências (que muitas vezes era prisão, morte e martírio). Inúmeros foram corajosos o suficiente para se manterem firmes, e serem fiéis à Fé, apesar das sérias repercussões.

Só uma pitada. Só uma cutucada.

O que nos tornou tão suaves e floculentos como uma sociedade – de fato, como uma comunidade cristã católica dentro desta sociedade – para apenas ceder a essa chamada "vacina"? ( Uma pergunta retórica, eu sei – hmmm – distorção da mídia mainstream talvez?). Afirmar enfaticamente que é de extrema importância obedecer nossos "superiores" sem questionar? Para sumariamente quebrar sob a pressão da menor possibilidade de que possamos ser privados de várias conveniências e luxos de nossa sociedade decadente?

"Eu quero viajar, para ir no cruzeiro que eu estava ansioso para."

"Quero entrar em shows, jogos esportivos, cassinos e teatros."

"Eu quero jantar livremente em qualquer restaurante que eu escolher."

"Eu só quero cruzar a fronteira!" (acredite, eu vivo a apenas 30 minutos de Michigan e ter um amigo vivendo literalmente do outro lado da água).

Só uma pitada, uma cutucada...

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário


Há, sem dúvida, uma miríade de razões mais honrosas pelas quais tantos estão se sentindo coagidos e pressionados a tomar esta droga experimental. Mas, devemos absolutamente lembrar que coersão não é consentimento. Como diz São Tomás de Aquino:

"O direito humano (leia-se: mandato) é lei apenas em virtude de sua conformidade com a razão certa; e, portanto, é manifesto que ela flua da lei eterna. Na medida em que se desvia da razão certa é chamada de lei injusta; nesse caso, não é lei, mas sim uma espécie de violência.". Summa Teologia, Ia-IIae, q. xciii, art. 3, ad 2m.

É realmente comovente ouvir essas histórias:

"Devo manter meu emprego para sustentar minha jovem e crescente família."

"Devo ter acesso à casa da LTC onde reside minha mãe/pai/amada idosa."

"Meus filhos não me deixam ver meus netos a menos que eu tome."

"Se eu não for "vacinado", minha família ameaça que eles não nos permitirão visitar."

Só uma pitada.

Será que aqueles de nós que resistem à conformidade neste assunto serão caluniados mesmo em nossas comunidades chamadas "cristãs"? Impedidos de receber os Sacramentos, sendo tratados como cidadãos de segunda classe, talvez até impedidos de entrar na Casa de Deus?

Já existem rumores generalizados de jovens homens e mulheres, que estão discernindo a vida religiosa ou o sacerdócio, sendo assediados sobre tomar este jab experimental. Eles NÃO serão admitidos em certas comunidades, seminários etc. a menos que sucumbam ao "tiro": Seminário do Monte St. Mary em Emmittsburg, Maryland; Seminário de St. John em Boston, MA; mesmo Seminário de São Pedro em London, no Canadá.

Recebi o seguinte e-mail do Diretor de Vocações do St. Peter's, Padre Danny Santos, em 11 de agosto às 18:29.m:

"Eu acho que você está perguntando sobre a vacinação COVID ... corrija-me se eu estiver errado. A exigência do Bispo é que todos os seminaristas atuais possam continuar os estudos e todos os novos seminaristas devem ser vacinados.

Para ajudá-lo a entender a lógica e o raciocínio por trás disso, incluirei da Conferência dos Bispos Católicos dos EUA a explicação do imperativo moral e do propósito do bem comum, que nós, como católicos, precisamos manter na vanguarda de nossos pensamentos."

Só uma cutucada...

Até onde chegamos, onde agora nossos "líderes" espirituais estão descaradamente, descaradamente politizando todos os aspectos de nossas vidas espirituais. Basta obedecer cegamente, apenas fazê-lo para o "bem comum", dizem eles.

Isso é insanidade total, quando as evidências são claras. Todos os jabs experimentais atuais têm conexões com tecido fetal abortado,seja no processo de testar os produtos ou dentro dos próprios produtos. (Veja o Instituto Charlotte Lozier, por exemplo – lozierinstitute.org) Qualquer um que tente minimizar ou enlamear esses fatos está cometendo um grave erro. É muito simples.

Só uma pitada, só uma cutucada...

Já afirmei muitas vezes à família e aos amigos que, mesmo que esta terapia genética experimental fosse impecável, estando livre de todas as conexões com tecido fetal abortado (ou quaisquer outras conexões imorais), eu ainda argumentaria que devemos evitá-lo a todo custo por essas duas razões:

Um: Não temos ideia, não temos ideia de quais seriam os efeitos a curto ou longo prazo sobre nossa saúde ou a saúde das gerações futuras (por exemplo, problemas de fertilidade). Isso já está sendo amplamente discutido por profissionais honestos de saúde em todo o mundo.

Dois: Submeter-se e cumprir com os atuais governos no poder (estado, provincial, federal, global – OMS etc. é absolutamente ridículo quando eles tiveram um histórico muito ruim nos últimos 60 - 100 anos, tendo empurrado aborto, eutanásia, livre acesso à contracepção, esterilização paga pelo governo, e a lista continua.

Eu defendo que, em boa consciência (e nossa consciência deve ser devidamente formada ou será deformada) não podemos e não devemos obedecer cegamente a esses protocolos questionáveis para a suposta "saúde de nossa sociedade".

Só um pouco de beliscão, só um pequeno empurrão...

Como cristãos, somos obrigados a fazer nosso dever de casa, buscar a Verdade sempre, e encorajar uns aos outros, especialmente nossos jovens, a fazer o mesmo. Nunca devemos chegar a um ponto em nossas vidas onde nos convencemos de que somos completamente catequisados. São questões do bem contra o mal, certo vs errado, vida vs morte, e a batalha está se arrastando.

Reze para que possamos discernir o que é verdade e moral na Lei Eterna. Reze para que possamos ter a coragem de desafiar a fé de nossa família e amigos construtivamente, não importa o quão árdua vida fique. Não importa as pressões para ceder a uma pitada ou uma cutucada.

Que possamos "permanecer fortes, manter a fé", como um bom amigo sempre me diz.

OPINIÃO

Lorraine Marie Minten

• 16 de agosto de 2021

1,016 visualizações2 comentários