Certos antioxidantes podem reduzir o risco de demência



PELO INSTITUTO NACIONAL DE SAÚDE


Antioxidantes são um tipo de composto encontrado em vegetais e frutas. Eles ajudam a proteger suas células de um certo tipo de dano. Comer muitos produtos pode ajudar a diminuir o risco de doenças cardíacas e outros problemas de saúde. Um novo estudo descobriu que certos antioxidantes nesses alimentos também podem reduzir o risco de doença de Alzheimer e outras demências.

Demência, incluindo doença de Alzheimer, prejudica sua capacidade de lembrar, pensar e tomar decisões. Estudos encontraram vários fatores de estilo de vida que podem ajudar a diminuir o risco de ter demência. Isso inclui comer uma dieta saudável, ser fisicamente ativo e socializar com outros. Dormir o suficiente e fazer atividades que desafiem seu cérebro também podem ajudar.

Estudos de efeitos antioxidantes na demência tiveram resultados mistos. Alguns descobriram que protegem o cérebro. Outros não. Esses estudos pediram que as pessoas se lembrassem que tipos de alimentos tinham comido durante um longo período de tempo.

Em um novo estudo, pesquisadores mediram níveis antioxidantes em amostras de sangue de mais de 7.000 pessoas. Os participantes tinham entre 45 e 90 anos. Eles fizeram parte de um estudo nacional que acompanhava sua saúde ao longo de 16 anos.

Os níveis sanguíneos de certos antioxidantes estavam ligados a um menor risco de desenvolver demência. Estes incluíam luteína e zeaxantina, que são encontrados em vegetais verdes e frondosos. Eles também incluíram beta-criptoxantina, que é encontrada em algumas frutas cor de laranja.

"Mais estudos são necessários para testar se a adição de certos antioxidantes à dieta pode ajudar a proteger o cérebro da demência", diz o Dr. May Beydoun, do NIH, que liderou o estudo.

313 visualizações0 comentário