Os dados das vacs cvd não mostraram redução nas mortes, diz especialista em segurança de drogas




Dr. Peter Doshi questionou a narrativa atual sobre as vacs C0vID e a pandemia, apoiando suas declarações com dados dos testes de vacs.

8 de novembro de 2021 - 14:11 EST

WASHINGTON, D.C– Um proeminente especialista em segurança de drogas questionou a eficácia das injeções de mRNA contra o COVID-19 e sugeriu que elas não se qualificam como vacs.

O Dr. Peter Doshi, professor associado de pesquisa de serviços farmacêuticos de saúde na Escola de Farmácia da Universidade de Maryland e editor associado do British Medical Journal (BMJ), discutiu a falta de evidências científicas para a eficácia da vac C0VID em um painel sobre mandatos e lesões de vacs. A mesa-redonda foi organizada pelo senador de Wisconsin Ron Johnson em Washington, D.C. em 2 de novembro. Incluía especialistas médicos e pessoas que descreveram suas lesões de vacs C0VID.

Doshi fez uma apresentação de 5 minutos na qual argumentou que da